PSICOTEA
Antonio Meneghetti
Idiomas: português, italiano, russo
Edição: 1a - 2006
Páginas: 169
Tamanho: 14x21cm
Peso: 256
ISBN: 85-88381-32-X


O teatro histórico habitualmente descreve uma situação patológica de angústia existencial. Não produz reforço de vida, mas representa o reforço do Superego que chantagia a individuação existencial.

A partir do teatro ecoa reforçada a situação esquizofrenógena, o diktat que regenera a necessidade a ser cindidos do ponto-fermento do próprio Em Si ôntico.

Para Meneghetti, ao contrário, o teatro deve ser espelho vivo e responsabilidade resolutiva. A Psicotea consente ao espectador ver o ser humano e o estereótipo com alegria na projeção, que depois faz responsabilidade.

Entendido deste modo, o teatro torna-se descoberta de um engano existencial e revisão de estilo de vida.

Um livro que abre novas óticas sobre o mar do teatro clássico e contemporâneo. Uma leitura que deixa indelével o impacto e que, todavia estimula a ação de repensamento e de reproposta criativa.

O autor, personagem único na cultura de nosso tempo, entra e morre no fato: no final é encontrado no sorriso de quem transcendeu o vivido do homem cotidiano.